RPet De abacate a café: conheça os 7 alimentos que seu pet não pode comer de jeito nenhum

De abacate a café: conheça os 7 alimentos que seu pet não pode comer de jeito nenhum

Chocolate, macadâmias, cebola e alho são algumas das comidas do nosso dia a dia que não fazem bem aos animais

  • RPet | Do R7

Resumindo a Notícia
  • Os pets precisam ter uma alimentação saudável.

  • O consumo de alimentos naturais ajuda na saúde da pele, do pelo e física do animal.

  • O RPet separou os 7 alimentos que podem ser prejudiciais ao seu pet.

'Quanto mais comida natural o bicho puder comer, vai ser sempre melhor', diz Junior Borja

'Quanto mais comida natural o bicho puder comer, vai ser sempre melhor', diz Junior Borja

Samson Katt/Pexels

Muitos animais estão acostumados a comer produtos naturais e orgânicos, e alguns veterinários e especialistas afirmam que esse hábito pode ser saudável para cães e gatos. Porém, é importante lembrar que os pets não são humanos e, por isso, alguns alimentos do nosso cotidiano, como café, chocolate, cebola e alho — cru ou cozidos —, não lhes farão bem se os consumirem. 

Júnior Borja, sócio-fundador da Garbo Pet Professional, explica como a alimentação interfere na saúde da pele e do pelo dos bichos. "O animal precisa ter uma alimentação mais natural. Comer comida, de fato! Não restos de comida. Isso reflete na saúde da pele, do pelo e na longevidade do cão. Quanto mais comida natural o bicho puder comer, vai ser sempre melhor", diz.

· Compartilhe esta notícia no WhatsApp

RPet separou os 7 alimentos que seu pet não deve comer de jeito nenhum. Confira: 

Abacate

O abacate pode ser tóxico para cães e gatos, já que contém persina, uma toxina fungicida que não faz bem a esses animais. Os sintomas do consumo incluem diarreias, pancreatites e vômitos. 

Álcool

Obviamente, o consumo de bebidas alcoólicas é nocivo ao animal. Ao ingeri-las, o bicho pode ter diarreias, dificuldades respiratórias, vômitos e até mesmo entrar em coma.

Café

A cafeína é outra substância tóxica para os pets. Os sintomas são hiperatividade, aumento de frequência cardíaca, tremores musculares e até mesmo convulsões. 

Cebola e alho

Por incrível que pareça, esses alimentos, ainda que façam parte do nosso dia a dia, não são alternativas favoráveis aos cães e gatos, independentemente de estarem crus ou cozidos e misturados à comida como tempero. O consumo deles pode gerar fraqueza, letargia e falta de apetite. O motivo é simples. A cebola e o alho contêm compostos sulfóxidos e dissulfóxidos, que podem danificar as células vermelhas do sangue do animal e causar anemia.

Chocolate

Um chocolatinho é tão bom, né? Mas não o dê ao seu pet, guarde-o para você. O chocolate contém uma substância tóxica para os animais chamada teobromina, que pode causar vômitos, diarreias, tremores e, em alguns casos, convulsões.

Macadâmias

As macadâmias também não devem estar na dieta do seu pet. O consumo delas pode causar hipertermia, tremores musculares, fraqueza nas pernas e vômitos.

Uvas e passas

Uvas e passas são alimentos perigosos. Ao ingeri-las, o animal pode ter uma insuficiência renal aguda, vômitos, diarreias, letargia e falta de apetite.

De memes a escritores: conheça 7 cães que viralizaram nas redes sociais e viraram influenciadores

Últimas