RPet Livres! Dupla de ursos se abraça após anos de abuso e sofrimento em fazendas clandestinas

Livres! Dupla de ursos se abraça após anos de abuso e sofrimento em fazendas clandestinas

Os animais foram salvos de uma instalação de extração de bile para a medicina tradicional do Vietnã

  • RPet | Do R7

Resumindo a Notícia

  • Dois ursos se abraçaram após terem sido resgatados
  • A dupla passou por anos de sofrimento, presa em pequenas gaiolas
  • Os animais foram capturados para que a bile fosse retirada e vendida para uso em remédios
  • Eles foram enviados a um santuário no Vietnã para se recuperarem
Os ursos foram resgatados após anos de sofrimento

Os ursos foram resgatados após anos de sofrimento

Reprodução/AnimalsAsia (Via Daily Star)

Dois ursos ficaram no maior clima de amor após terem sido resgatados de anos de abuso em fazendas clandestinas de extração de bile, no Vietnã e na China. Os ursos-negros-asiáticos se abraçaram e fizeram carinho um no outro depois que, finalmente, conquistaram a liberdade.

O resgate dos dois, realizado pela ONG Animals Asia, ocorreu em 2020, mas o vídeo do encontro foi relembrado recentemente no canal do YouTube da instituição.

No vídeo, é possível ver a dupla de ursos em um momento de felicidade. No momento, eles estão em recuperação, após terem ficado presos em pequenas jaulas e passado fome.

"Este belo filme, feito em 2020 em nosso santuário no Vietnã, mostra como os ursos resgatados podem ser afetuosos, ternos e amorosos uns com os outros. A Animals Asia resgatou-os de seu tormento, e, desde então, eles são os melhores amigos, como você pode ver!", informou a instituição de caridade.

Segundo a ONG, os ursos provavelmente foram roubados ainda pequenos da mãe e  aprisionados ilegalmente em instalações rurais. A partir daí, sofreram uma série de torturas, tendo sido mantidos vivos nessas condições para o processo de extração de bile.

Esse procedimento doloroso, e comum na Ásia, acontece para que a bile seja vendida e utilizada como medicamento tradicional e popular.

"Eles são mantidos em pequenas gaiolas escuras por até 30 anos, passam fome e ficam desidratados, pois isso pode estimular a produção de bile. Os animais são drogados com antibióticos e outros remédios apenas para que se mantenham vivos", conta Dang Thanh Van, que trabalha no santuário, ao Daily Star.

"O método mais comum de extração de bile no Vietnã envolve uma máquina de ultrassom, cateter e bomba medicinal. [Eles] são drogados com anestésicos, presos com cordas, e têm o abdômen repetidamente espetado com agulhas de 4 polegadas até que a vesícula biliar seja encontrada", explicou Dang.

Merlin e Leika, como são chamados os ursos, agora podem viver livres e juntos em um santuário selvagem mantido pela ONG.

"A produção de bile de urso levou os ursos-negros-asiáticos à beira da extinção no Vietnã", completou Dang, explicando que a produção de medicamentos tradicionais torna-os alvo de caça e comércio ilegais.

CONFIRA TAMBÉM: EUA ensinam como escapar de ursos: 'Não sacrifique um amigo'

Últimas