Entre Pets e Beijos Acredite: amor, ração e paciência podem mudar o destino de muitos pets

Acredite: amor, ração e paciência podem mudar o destino de muitos pets

Bora para um "antes, durante e depois" de alegrar o coração?

Essa história começa no dia 30 de maio de 2022. Voltava do trabalho à noite e perto de casa avistei uma cadela no cio, cercada por um cachorro menor e insistente. Parei o carro, deixei um pote de ração e água (carrego no carro potes descartáveis com ração e água). Percebi a exaustão da cachorrinha - é o tipo da cena que sempre me parte o coração . Mas o que fazer naquele momento?

Arquivo pessoal

Os moradores da rua falaram que o cachorro peludinho era de algum tutor irresponsável da região que o deixava solto para "dar uma voltinha".

No dia seguinte, saí cedo de casa e a vi no mesmo lugar que deixei comida no dia anterior. Aí a cabeça começou a esquentar. Liguei para a Daura, responsável pelo abrigo de animais @toca_dos_peludos, para verificar se havia vaga para a cachorrinha. Mesmo no limite da capacidade, ela sempre que possível recebe cães em situação vulnerável para lar temporário. ( lar temporário é o abrigo de um animal mediante o pagamento de uma mensalidade para cobrir custos de alimentação, medicação, vacinação e no caso, castração também) Daura disse SIM e daí estabeleci que caso voltasse do trabalho e a cachorrinha ainda estivesse por ali, a pegaria.

Nice, dona da casa e da calçada onde a cadela se "instalou",  me mandou fotos durante o dia. Disse que apareceu um homem para buscar o cachorro marrom e a cadelinha ficou por ali. À noite pedi ajuda de 2 amigos para o resgate. Não sabia como a cachorra reagiria, se reagiria. Bruno Tibu e a Vó do Netinho me encontraram. A cadela mansa de tudo não apresentou resistência. A levei para casa e ali ela passou a primeira noite segura, talvez a primeira noite tranquila de sua vida. A Vó do Netinho escolheu o nome: Esmeralda!

Dia seguinte logo cedo, partiu abrigo! Na @toca_dos_peludos, Esmeralda recebeu alimentação adequada e atendimento veterinário com vacinação e castração. No dia 2 de julho ela participou do primeiro evento de adoção. Foi escolhida por um casal. Eu estava no dia. Comemorei muito e me emocionei. O casal disse que tinha um cão mais velho que só aceitava fêmeas e eles se encantaram pela Esmeralda e por uma outra cachorrinha. Levaram as duas! Que felicidade! Fui embora tranquila. Pouco mais de uma hora, voltaram para devolvê-la!!!!!! Disseram que ao chegar em casa soltaram as duas cachorras, o cão deles, um gato e um coelho e que a Esmeralda estranhou o cachorro. Que fique claro aqui que o processo de apresentação e adaptação entre os pets NUNCA DEVE SER FEITO ASSIM. Já falamos sobre isso por aqui. Quem quiser recordar, basta acessar o link.

A devolução tirou meu sossego! E é a partir desta triste notícia que a história da Esmeralda vai mudar de vez! Compartilhei a chateação da devolução nas redes sociais e o @zagoadestramento entrou em contato comigo. Ofereceu uma consultoria para estudar o comportamento e a reatividade da Esmeralda. Aceitei.


Saí com o coração quentinho e a certeza de que aqueles olhos expressivos nunca ofereceram perigo à ninguém! Dali em diante, abusei da divulgação nos aplicativos de conversa e nas redes sociais. Quinze dias se passaram e nada! Falei de novo com o Zago e ele propôs que eu a levasse para passar uma semana para conviver com outros cães. Ela foi, e dois dias depois, ele me manda essa imagem!


A semana terminou. Fui buscá-la e a levei para o banho. Deixá-la no evento de adoção me machucou. Ao colocá-la no cercado, ela me olhou de um jeito dilacerante. Era como se ela tivesse confiado que eu não a deixaria mais. Doeu. Engoli e fui embora triste e com dor de cabeça.

Durante a semana, apareceu uma mulher interessada, mas que desistiu ao ser questionada. Pelo que entendi, ela tinha dois terrenos e cães de guarda. Uma cadela havia morrido recentemente e ela queria fazer uma "reposição". Até parece que EU entregaria algum cachorro a ela! Por isso uma boa entrevista com os adotantes é fundamental - para evitar devoluções e sofrimento, principalmente do animal. Mas a hora certa da Esmeralda estava perto!!

E assim aconteceu! Fui pessoalmente ao abrigo buscá-la e foi emocionante!


Quis passar um tempinho com a espuleta antes dela seguir. Foi uma super adaptação em casa. A minha Amora (super ciumenta e territorialista) ficou com o Zago  para que a Esmeralda fosse para casa. Foram quase 3 dias intensos, recheados de trapalhadas, mas que me marcaram a vida! Dia 01 de novembro pela manhã, Toninho e sua mulher vieram buscá-la. Olhei bem naqueles olhos expressivos dela e me despedi!

Esmeralda foi adotada por este casal maravilhoso!

Nova família da Esmeralda!

Nova família da Esmeralda!

Arquivo pessoal

Se alguém duvida do poder do amor, veja a imagem de quando a resgatei e agora:

Amor, ração e paciência salvam vidas!

Amor, ração e paciência salvam vidas!

Arquivo pessoal


Esmeralda ganhou 3 irmãozinhos peludos e um espaço incrível para ser feliz! Desde então, ela vive assim:

Seu Toninho, o tutor, disse que Esmeralda levou a alegria que faltava ao lugar! Chegou sua hora, Esmeralda! Hora de ser feliz e encher de alegria os corações de todos que torceram por você e por este momento! 

Segurei essa pata linda da Esmeralda quando a resgatei e prometi mudar seu destino!

Segurei essa pata linda da Esmeralda quando a resgatei e prometi mudar seu destino!

Arquivo pessoal

Sou grata por ter encontrado essa pedra preciosa, a Daura  e o adestrador Zago! Grata por poder compartilhar um final feliz com vocês! Sei que estou longe de mudar o mundo, mas meu universo sempre estará protegido, no que depender de mim! Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém! Ah!! Aviso aos leitores: saio de férias + folgas!! Te encontro aqui ano que vem! Um beijo, gratidão pela companhia e o mais puro desejo de patas felizes ao seu redor! Até! 

Últimas