Cães e gatos podem ser doadores de sangue

Veja se o seu cão ou gato pode ser doador e ajude a salvar vidas!

Vira e mexe há campanhas para doação de sangue de pessoas e apesar da divulgação, os estoques dos hemocentros do país estão sempre baixos. Se para os humanos a situação é complicada, imagine então para os pets! Muita gente nem sabe que a doação é possível. Possível e fundamental em muitos casos. Então, vamos lá!

Enquanto cães possuem mais de onze tipos diferentes de sangue, a tipagem sanguínea dos gatos é mais limitada e bastante semelhante a dos humanos.

Cães e gatos precisam recorrer a bolsas de sangue quando são submetidos a cirurgias complexas, picadas de animais peçonhentos, sofrem hemorragias ou se enquadram nos diagnósticos de anemia profunda, problemas de coagulação e deficiência de proteínas.

O médico veterinário hematologista dos Hospitais Dr. Hato e membro da Associação Brasileira de Hematologia Veterinária e Medicina Transfusional, Doutor Fellipe Chaguri, esclarece todos os pontos sobre a doação de sangue pet:

Viu!! Se você tem um patudo que atende os requisitos para doação de sangue, colabore! Converse com um médico veterinário, procure um banco de sangue veterinário ou o centro de zoonoses para checar qual o ponto de coleta mais próximo.

Ao manifestar interesse pela doação de sangue, seu pet vai passar por uma triagem completa para avaliação do estado de saúde, e ainda que algo detectado impossibilite o processo, ele sairá da clínica com um check-up completo. Os exames incluem coleta de amostra de sangue para hemograma completo e exames parasitológico, imunológico, de função renal e hepática. Você leva seu pet para colaborar e verifica se a saúde dele está em dia!

Para quem necessita de transfusão de sangue pet, o custo de uma bolsa de hemáceas gira em torno de R$500,00. O valor cobre as despesas com a coleta e avaliação dos doadores.

Que nossos pets nunca precisem, mas caso seja necessário, vamos colaborar para que não falte!  Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém!

Últimas