Intoxicação alimentar em cães e gatos

Saiba quais são os alimentos proibidos para os animais e o que fazer caso aconteça a ingestão acidental

Quem é pai de pet já passou ou lamento informar, vai passar por algum susto! Quando a gente consegue descobrir o que o animal ingeriu, menos pior para obter orientação médica e fechar um diagnóstico. Agora, quando aparecem os sintomas do problema sem sabermos a origem, é melhor buscar atendimento veterinário com ainda mais urgência. Vômito, diarreia, dor abdominal, salivação excessiva, tremores e até convulsão fazem parte do quadro de intoxicação alimentar.

Vale destacar que alguns alimentos são proibidos e devem ser mantidos muito, mas muito longe dos pets. Uva, chocolate, adoçante, alho, cebola, cafeína, abacate e nozes são vilões de cães e gatos!

Ingredientes que compõem a terra adubada podem ser atraentes e tóxicos para animais

Ingredientes que compõem a terra adubada podem ser atraentes e tóxicos para animais

Imagem de Freepik

Não é incomum cachorros tentarem comer terra adubada. E isso acontece porque essa mistura  pode contar com farinha de ossos, herbicidas e outras substâncias de cheiro atraente, mas extremamente tóxicas para o animal.

O quadro de intoxicação alimentar pode durar de alguns minutos até dias, dependendo da quantidade e do que foi comido. A agilidade na busca por atendimento e orientação veterinária podem ser cruciais para reverter a situação e salvar a vida dos animais. E por favor, não tente pôr em prática as receitinhas mirabolantes da "vovó" ou do grupo das redes sociais sobre pets. A médica veterinária Patricia Gardemann, especializada em gastroenterologia de cães e gatos fala mais sobre o assunto:

Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas