Março Azul Marinho Pet — parte II

II - mês de combate a doenças gastrointestinais

Não normalize episódios de vômitos e diarreias crônicas nos pets

Não normalize episódios de vômitos e diarreias crônicas nos pets

Gastrite, megaesôfago, esofagite, inflamações no intestino grosso e delgado não são apenas problemas de humanos! Você tem algum bichinho que vira e mexe regurgita,  apresenta um quadro de diarréia, salivação, lambedura em excesso? Muitos acham que é algo normal e suavizam a situação argumentando que o pet come tudo que vê pela frente, que já já passa, que bicho é assim... Se você é "desses", lá vai um alerta: Isso não é normal!

O médico veterinário especializado em gastroenterologia, André Cascadan, esclarece o que são doenças gastrointestinais e quais os sintomas: 

Assim como os humanos, os pets também podem sofrer alterações gastrointestinais diante de algum episódio de estresse. Claro que essas situações são relativas e absorvidas por cada pet de forma diferente , exatamente como nos humanos. Mudança de ambiente, contato com novos animais e pessoas ou algum momento de insegurança que o animal vivencie, pode sim refletir no intestino.

Vale destacar que o quanto antes as alterações e doenças forem descobertas, mais eficazes podem ser os tratamentos e formas de controle. Muitas vezes problemas que poderiam ser eliminados precocemente se tornam graves diante da evolução do quadro. Com o avanço da medicina veterinária há tratamentos que levam a cura ou formas de controle eficazes. Vacinas também são aliadas na prevenção de casos virais.

Leve seu pet ao veterinário para a realização de "check-ups" semestrais ou anuais! Prevenir ainda é a melhor opção.

Por aqui, ninguém solta a pata de ninguém!

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas